terça-feira, 22 de junho de 2010

Uruguai vence, mas México também avança

O empate era suficiente para México e Uruguai se classificarem para as oitavas de final, mas no final das contas, a vitória uruguaia por 1 a 0 também serviu para os dois. Melhor para a Celeste, que com o triunfo desta terça-feira, no estádio Royal Bafokeng, em Rustenburg, garantiu a liderança do Grupo A com sete pontos. O México, com quatro, terminou empatado com a África do Sul, mas à frente no saldo de gols (1 contra -2) – a França foi o vexame da chave, com somente um ponto conquistado.

Agora as equipes aguardam a definição do Grupo B para conhecer os adversários na próxima fase. De qualquer modo, o mais provável é que a Argentina fique em primeiro e enfrente os mexicanos. Já a segunda colocação será decidida entre Grécia, Nigéria e Coreia do Sul.

Como muita gente previu, México e Uruguai começaram o jogo sem aparentar qualquer contentamento com o empate. Tanto mexicanos como uruguaios buscavam o ataque, sem, no entanto, criarem chances claras de gols. As bolas alçadas na área, sempre nas mãos dos goleiros Oscar Perez e Fernando Muslera, eram as preferidas.

Somente aos 21 minutos os torcedores nas arquibancadas suspiraram mais profundamente. Andrés Guardado, de muito longe, chutou forte de esquerda e a bola bateu no travessão. Os uruguaios, pelas pontas com Edison Cavani, Luis Suárez e Álvaro Pereira, atacavam mais, mas com pouca objetividade.

Só que, aos 42 minutos, em uma das bolas alçadas na área, Cavani levantou da direita na cabeça de Suárez, que desviou para o chão, sem chances para Perez, e abriu o placar.

No intervalo, o técnico Javier Aguirre tirou Andrés Guardado, que fazia um bom jogo, manteve o veterano e fora de forma Cuauhtémoc Blanco em campo, e colocou Pablo Barrera. Os mexicanos, então, partiram para o ataque, deixando o contra-ataque aberto para os uruguaios.

O México melhorou no jogo, tanto que aos 19 minutos Francisco Rodríguez, livre no centro da área, cabeceou para fora após cruzamento de Barrera. Com o passar do tempo, porém, as duas equipes diminuíram o ritmo. Como no outro jogo a África do Sul vencia a França apenas por 2 a 1, não havia necessidade de correr atrás de algum resultado.

Ficha Técnica

México 0x1 Uruguai

Local: Royal Bafokeng, em Rustenburg
Data: 22/06, terça-feira
Árbitro: Viktor Assai (HUN)
Público: 33.425
Gols: Luis Suárez aos 42’/1T (Uruguai)
Cartões amarelos: Javier Hernández e Israel Castro (México)

México
1-Oscar Perez, 5-Ricardo Osorio, 2-Francisco Rodríguez, 15-Hector Moreno (8-Israel Castro aos 11’/2T) e 3-Carlos Salcido; 4-Rafael Márquez, 6-Gerardo Torrado e 18-Andrés Guardado (7-Pablo Barrera no intervalo); 17-Giovani dos Santos, 9-Guillermo Franco e 10-Cuauhtémoc Blanco (14-Javier Hernández aos 18’/2T). Técnico: Javier Aguirre.

Uruguai
1-Fernando Muslera, 16-Maximiliano Pereira, 2-Diego Lugano, 6-Mauricio Victorino e 4-Jorge Fucile; 15-Diego Pérez, 17-Egidio Arévalo, 11-Álvaro Pereira (19-Andrés Scotti aos 31’/2T); 10-Diego Forlán, 9-Luis Suárez (20-Álvaro Fernandez aos 39’/2T) e 7-Edison Cavani. Técnico: Oscar Tabárez.

http://www.trivela.com/Default.aspx
Foto: Reuters

2 comentários:

  1. Uuuuhhhhhhuuuuu! é nóis maanoooo! hahahahaha

    bjs e boa semana amigo.

    ResponderExcluir
  2. Anita o Uruguai vai atropelar os sul-coreanos.Bjssssss

    ResponderExcluir

Obrigado!Volte Sempre